sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Chá de camomila pode ajudar a prevenir complicações do diabetes

O consumo diário de chá de camomila junto com as refeições pode ajudar a prevenir complicações decorrentes do Diabetes tipo II (que inclui perda de visão, danos no sistema nervoso e problemas renais), segundo estudo publicado recentemente por pesquisadores do Japão e Reino Unido.

Neste estudo, Atsushi Kato e colaboradores pontuaram que o chá de camomila tem sido utilizado há muitos anos como erva medicinal para ajudar no tratamento de uma variedade de sintomas e doenças, incluindo estresse, resfriados e cólicas menstruais.

Havia a hipótese de que o chá de camomila também pudesse ser benéfico para pessoas com diabetes, mas esta teoria não tinha sido estudada até o presente momento, fato este que motivou a realização deste estudo experimental.

Durante 21 dias, ratos diabéticos foram alimentados com dieta padrão para animais e extrato de camomila. Seus resultados foram comparados a dois grupos controle (ratos normais ou diabéticos sem adição de extrato de camomila).

Os parâmetros avaliados foram: níveis de glicose plasmática e glicogênio hepático, inibição da atividade de amilase pancreática e glucosidade intestinal, inibição da atividade enzimática de degradação de glicogênio, inibição do acúmulo de sorbitol nos eritrócitos e inibição da atividade de aldose redutase-2 e sorbitol dehidrogenase.

Os animais diabéticos com consumo de extrato de camomila demonstraram uma redução significativa nos níveis sanguíneos de glicose, quando comparados aos ratos diabéticos ingerindo somente dieta padrão.

O extrato de camomila também inibiu a atividade da enzima aldose redutase-2. Esta enzima, muito estudada, contribui para o desenvolvimento de complicações diabéticas, como a neuropatia, catarata, retinopatia e nefropatia.

Assim, os autores concluem que "estes resultados sugerem claramente que o consumo diário de chá de camomila juntamente com as refeições pode contribuir para prevenção e regressão de hiperglicemia e complicações no diabetes tipo 2".

Acrescentam ainda que "estes achados podem também levar ao desenvolvimento de novas drogas com princípio ativo da camomila para as pessoas com diabetes".

Um comentário:

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Vívian!
Adorei! Posso levar? Porque o meu diabetes é ferradíssimo. Por isso que estou assim. Vou levar, ok? Ponho seu nome e link. Só não sei quando publico. Vou usar em casa.
Beijos, Linda, te amo*